MAC x Windows
Dicas da QnaxPlataformas

MAC vs Windows: Entenda a vantagem de cada sistema

Para os amantes de informática, um sistema operacional diz mais sobre um aparelho eletrônico do que seus fatores externos. No mercado, os mais populares, Windows e Mac, seguem como os preferidos em stand feira, e mais úteis sistemas de execução de tarefas.

Cada um apresenta suas particularidades, que podem trazer (ou não) benefícios para seus usuários, trazendo então uma forte competição no mercado. Conheça neste texto qual o melhor sistema para você, tanto para uso pessoal, quanto profissional. Acompanhe!

O que é um sistema operacional?

Antes de começar a entender qual sistema operacional é o mais adequado para a sua necessidade, é preciso saber o conceito do que é um sistema, bem como suas funções e suas particularidades.

Um sistema operacional funciona como um executor de tudo o que vai funcionar em um notebook novo, computador, aparelho celular ou em outros tipos de dispositivos tecnológicos. Esse sistema é a base de tudo o que desejamos trabalhar dentro dele.

Por isso, é um fator determinante para as respostas que o computador dá diante de determinadas ações que desejamos. Esse sistema é decisivo para a capacidade da execução dos hardwares, responsáveis por produzirem tarefas.

Alguns exemplos de tarefas são: execução de jogos, processamento de dispositivos, abertura de páginas na internet, download de arquivos e muitas outras funções que podemos usar em um computador.

No entanto, dependendo do tipo e local de uso, os sistemas operacionais podem ser programações distintas. 

Um sistema operacional em um computador de uma clínica veterinária popular, por exemplo, com certeza será menos potente do que aquele que funciona em empresas de grande porte. 

No primeiro exemplo, é possível que o usuário não tenha tantas demandas para serem executadas naquele computador, ou talvez os programas não sejam tão pesados de carregar. Já em grandes centros de pesquisa, o oposto geralmente pode acontecer.

Em meio a isso está inserida a experiência do usuário, que é tido como o comandante destas ações. 

Dependendo do sistema operacional e da estrutura interna do aparelho sendo utilizado, é possível que o equipamento possa não funcionar da melhor e mais rápida maneira.

Uma outra característica de sistemas operacionais distintos é a diferença entre suas interfaces. Cada um apresentará um visual ou painel de comando de ações diferente, algo que pode ser alinhado com a expectativa de cada pessoa, de acordo com a função.

Windows e Mac: os queridinhos do mercado

Entendendo melhor o que são sistemas operacionais e quais suas funções principais, um usuário com prioridades voltadas para usos de sistemas de fácil acesso, tanto em uma forma financeira quanto de execução, geralmente escolhe um Windows ou um Mac.

Conheça melhor cada um deles a seguir:

Windows

O Windows, criado pela empresa americana Microsoft, teve sua primeira versão lançada no ano de 1985, comercializando o PC (ou Personal Computer), uma das representações do populismo dos computadores.

A interface, imortalizada pelos Windows, ou “janelas” em português, trazia inúmeros programas que facilitam rotinas e atividades, principalmente aquelas relacionadas ao trabalho e estudos, como no caso dos Word, Excel, Powerpoint e muitos outros.

A Microsoft foi, de certa forma, a primeira e mais popular empresa que possibilitou a utilização em massa de aparelhos computadores em todo o mundo,  afinal, o sistema operacional Windows pode ser utilizado em aparelhos de diversas marcas.

Hoje, o sistema operacional continua sendo considerado líder de uso no mercado, justamente por essa facilidade e liberdade de ser executado em diferentes marcas de tecnologias. 

É por conta de seu pioneirismo que foi sendo utilizada como molde para outros grandes sistemas.

Mac

O sistema operacional Mac OS X (ou simplesmente Mac) revolucionou toda a história na indústria de computadores, justamente por trazer modernidade, velocidade e estética em um só aparelho, bem como produtos da marca, com o mesmo processador.

Lançado no mesmo ano que a Microsoft, o sistema operacional Mac, criado pela Apple foi pensado para dispor de uma arquitetura de programação, dentre peças e hardwares, que estabelecem um processamento e uma utilização fantástica do aparelho.

A velocidade e facilidade em acessar programas e executar tarefas é um charme tão forte quanto sua estética, repleta de um minimalismo moderno e de fácil gosto por quem escolhe um aparelho para a produção de convites personalizados, por exemplo.

Com o passar dos anos, e a partir de cada lançamento de produtos, a Apple foi se tornando cada vez mais líder no mercado, justamente por criar as melhores formas de navegação e utilização dos computadores, criando, ainda, novos produtos e estilos de vida.

Esse foi o caso do Ipod, um aparelho menor que uma mão, capaz de processar e executar músicas via armazenamento em um sistema próprio. Aconteceu o mesmo com o Iphone, um aparelho celular inovador que segue até hoje com a máxima popularidade e sucesso.

Vale lembrar que o sistema Mac roda apenas em computadores Mac, diferente do que é proposto pela Microsoft, com o sistema operacional Windows, motivo este que pode agradar alguns e desagradar outros.

Quais as principais diferenças entre eles? 

Apesar de ambos serem sistemas operacionais e condicionarem o funcionamento e a execução de tarefas em um computador, as duas marcas proporcionam, além de finalidade, diferenças claras entre elas, sendo algumas delas:

  • Preço;
  • Estabilidade;
  • Usabilidade;
  • Design.

Em relação a acessibilidade financeira, o Windows, por ser mais popular, permite um preço mais agradável para cada tipo de bolso, embora tenham computadores mais caros, geralmente voltados para funções mais específicas, geralmente relacionadas a trabalho.

Já o Mac, por estar apenas em aparelhos da Apple, cujo design e peças utilizadas são mais caras, acaba sendo adquirido por preços mais elevados. Essa é uma questão quase sempre contornada por conta de sua boa qualidade e durabilidade.

Sobre a estabilidade, é possível verificar que PCs, ou seja, aqueles que trabalham com Windows, são mais propensos a mostrar erros e falhas, prejudicando atividades. Essa caraterística quase nunca é notada em computadores Mac, que estão em bom estado.

A usabilidade dos sistemas também é uma questão, talvez a mais determinante na fidelização dos produtos. Enquanto o Windows possui certos comandos e disposições de ícones, programas, instalação de internet, etc – com o Mac, isso é diferente.

Por serem ambos sistemas de fácil uso (claro, com certo aprendizado), geralmente, essa questão varia de pessoa para pessoa, estando relacionado ao gosto e à experiência pessoal.

A configuração física dos aparelhos tem uma diferença exorbitante, afinal, como já dito, enquanto a Mac tem ferramentas e complementos, como monitores, câmeras e mouses específicos e padrões, o Windows pode estar presente nos mais diversos aparelhos.

Melhores finalidades para cada um dos sistema 

Na hora de escolher por um computador e o sistema operacional mais adequado, muitas pessoas acabam tendo dúvidas do que é melhor para suas necessidades, sejam pessoais ou profissionais. 

Veja abaixo algumas das finalidades e necessidades que são as mais favoráveis para diferentes tipos de situações e prioridades:

1 – Edição

Em questão de edição, seja gráfica, vídeo ou áudio, os computadores que contém o  Mac são os mais populares, visto que o sistema operacional segura bem alguns processamentos e programas mais pesados, agradando e facilitando a vida de profissionais.

Em uma mesa de som profissional, por exemplo, é mais comum encontrar algum tipo de computador Mac, do que algum aparelho que rode Windows.

2 – Programação

Muitos programadores optam por investir em computadores Windows, justamente pela facilidade que existe em modificar funções relacionadas a sistema e processamento, melhorando-as ou até mesmo modificando para outros sistemas.

A liberdade de fazer modificações, tanto para testes e treinamentos dentro do trabalho de programação, quanto para uso pessoal é uma das vantagens, algo que se conecta com a possibilidade de comprar esses equipamentos por preços mais em conta.

É possível que em uma clínica que faz receituário odontológico, precise também de um sistema que permita programações, com intuito de automatizar sistemas para uso de profissionais, melhorando ainda mais os processos em um ambiente de trabalho.

3 – Redação e navegação

Se você pretende redigir textos, mexer em programas agregados dentro de plataformas web ou executar qualquer tipo de atividade comum, que não exija muito espaço de processadores ou demande muito trabalho em sistemas, o Windows é uma boa opção.

Caso você queira investir neste tipo de sistema em computadores que vão compor uma sala comercial pequena, por exemplo, o custo-benefício será ideal, ficando ainda por conta do comprador, se esse aparelho se assemelha aos gostos pessoais.

Conclusão

Escolher entre um sistema operacional e outro pode até parecer algo difícil para alguns, ainda mais para aqueles que desejam economizar um bom dinheiro, e ao mesmo tempo investir em um aparelho de qualidade. 

No entanto, seguindo as dicas dadas acima, não tem como errar!

Mas, além de custo-benefício, características externas ou finalidades, é sempre importante investir em um aparelho que vá fazer o usuário feliz, e que também pretenda ser muito usado, afinal, tecnologias muitas vezes podem ser bem caras, e precisam valer a pena.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply

O email foi ocultado.