Robô Android segurando um pedaço de código binário
Dicas da Qnax

Aplicativo ou site: Qual criar?

Atualmente, muitas pessoas que estão começando um novo negócio possuem uma grande dúvida: criar um aplicativo ou um site?

Essa dúvida surge, principalmente, por conta da primeira “grande onda” de aplicativos, muitos dos quais fizeram bastante sucesso.

Atualmente, há muitas empresas que criaram aplicativos, como no caso daquelas que atuam como redes sociais, mas a maior parte das empresas não cria um app sem desenvolver, anteriormente, um site.

Assim, fica a questão: é melhor desenvolver um aplicativo ou um site?

Para saber a resposta, não deixe de acompanhar esse artigo até o final!

Diferenças entre um aplicativo e um site

Um site nada mais é do que um local na internet identificado por um nome, que no caso é um domínio e constituído por muitas páginas, que possuem diversos elementos (como textos, imagens, etc.).

Há diversos objetivos os quais um site pode ter, como ser o site institucional de uma empresa, ser uma loja virtual ou mesmo um portal de notícias.

Hoje em dia, a maior parte dos sites para se obter sucesso, precisa ser responsivo, o que significa que ele deve adaptar-se aos mais diversos tipos de dispositivos, como smartphones e tablets.

Não basta que seu site “rode” no dispositivo para ele ser responsivo, é preciso que adapte-se ao formato do mesmo.

Já um aplicativo é, em termos gerais, um software criado com o intuito de ser instalado em dispositivos eletrônicos, para processar os dados de forma mais rápida e facilitar a vida do usuário.

Aparentemente, por meio dessas diferenças, pode até parecer que vale mais a pena criar um aplicativo do que um site para o seu negócio, correto?

Entretanto, como você verá, isso não é uma verdade!

Vantagens de criar um site ao invés de um aplicativo

Há vários motivos pelos quais vale muito mais a pena a criação de um site a de um aplicativo.

Infelizmente, as pessoas são levadas ainda pela “era dos aplicativos”, o que as faz acreditar que precisam de um app para fazer sucesso.

Entretanto, um site se sai bem mais viável, além também de ter um preço mais em conta.

Veja, a seguir, algumas das vantagens de criar um site ao invés de um aplicativo!

Sites responsivos funcionam em todos os dispositivos

A primeira vantagem que pode ser falada aqui é sobre os sites, quando responsivos, funcionarem em todos os dispositivos, algo que não ocorre com os “apps”.

Isso porque há muitos aplicativos que funcionam apenas em um tipo de sistema (Android ou IOS), ou seja, você limita o acesso para aqueles potenciais clientes que possuem um dispositivo que não se encaixam no software criado.

Além disso, muitas vezes celulares com sistemas mais antigos também não comportam alguns aplicativos, coisa que não ocorre com sites.

Assim, muitas vezes você investiu muito dinheiro e tempo para criar um app que não atenderá a todo o seu público, limitando suas possibilidades de crescimento e sucesso.

Se você não souber desenvolver um site responsivo sozinho, considere contratar um Freelance Web Developer.

Alta concorrência de aplicativos

É muito provável que você pense: alguém que conheço criou um app e teve sucesso com ele, logo, essa é uma ótima opção para ganhar dinheiro.

Mais uma vez, engana-se aquele que pensa assim e, ao invés de ganhar dinheiro, pode acabar perdendo muito.

Como há uma alta concorrência de aplicativos voltados para as mesmas funcionalidades ou nichos, é preciso um alto investimento em marketing/promoção para que o seu seja visto.

Além disso, ainda há a necessidade de se investir na fidelização dos usuários, ou seja, para que ele não venha a desinstalar seu aplicativo depois de um tempo.

Você acredita, por exemplo, que nos dias atuais há chances de alguém deixar o Instagram ou o Whatsapp por aplicativos similares?

É muito, mas muito difícil e muitos já fracassaram por aí com essa ideia!

Até aplicativos que fizeram sucesso repentino, como o FaceApp e o Dubsmash, não duraram muito tempo e logo sumiram.

Já com acriação de site, você não precisa investir muito dinheiro em um marketing pesado para atrair usuários, já que uma boa otimização e conteúdo qualificado já são suficientes para gerar muito tráfego orgânico.

Custos totais são muito maiores com um aplicativo

Quando alguém cria um aplicativo, o objetivo principal é ganhar dinheiro, mas os gastos (inclusive os já citados com marketing) são muito grandes.

Além disso, criando um aplicativo com funções pagas, ou seja, premium, além de não ter a certeza de que os usuários irão gostar suficiente dele para assinar, você ainda terá que pagar altas comissões ao Google e à Apple por assinatura.

Essas comissões, em geral, giram em torno de 30% do valor, o que abate muito seu lucro.

Por outro lado, ao vender serviços premium no seu site, o valor pago será em torno de 5% a 7% a empresas como Mercado Pago e PagSeguro, responsáveis pelo serviço de pagamento no site.

Um outro fator que conta a favor dos sites é que os usuários sentem-se mais seguros em colocar seus dados de cartão de crédito dentro deles, até porque com o certificado SSL, existe uma maior segurança.

Já os aplicativos não oferecem essa segurança e confiança aos consumidores, que preferem não se arriscar.

Conclusão

Como você viu, muitas pessoas possuem dúvidas a respeito de se devem criar um site ou um aplicativo, o que pode influenciar diretamente no sucesso ou fracasso que elas terão.

Neste texto, você pôde ver que criar um site vale muito mais a pena do que o desenvolvimento de aplicativos, portanto, não tenha mais dúvidas na hora de decidir.

Gostou do artigo de hoje sobre criar aplicativo ou um site?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Veja também :

https://criacaodesites.com.br/ajustando-o-marketing-digital-devido-ao-covid-19/
Dicas da Qnax

Atinja os seus sonhos de negócio com uma optimização eficaz dos motores de busca

(Otimização para motores de busca) até agora, você sem dúvida já aprendeu que rankings mais elevados nas páginas de resultados dos motores de busca podem melhorar as suas chances de sucesso. A informação seguinte dar-lhe-á muitas ideias que pode utilizar para melhorar as suas classificações nos motores de busca.

Primeiro, precisa de compreender o que é realmente a otimização para motores de busca. Seria mais ideal se o sistema de ranking fosse determinado por seres humanos. Os computadores fazem o trabalho usando algoritmos e são eles que decidem a classificação de um site. Se deseja melhorar o seu site, precisa de praticar técnicas de SEO, usando estas equações em seu benefício para melhorar o ranking do seu site.

Há muitos critérios que os motores de busca utilizam para determinar a classificação do seu site. Os motores de busca olham cuidadosamente para as palavras-chave que aparecem em diferentes partes do seu site. Também usa backlinks e com que frequência o site é actualizado como parte da equação.

Quando você está trabalhando para elevar a classificação do seu site, é preciso tentar e errar, assim como paciência, para encontrar a fórmula certa. Para poder atender mais aos motores de busca e alcançar uma classificação mais alta, você precisa colocar esforço no layout e design do seu site. O texto do seu site deve incluir uma série de palavras-chave. Deve também colocar as mesmas palavras-chave nos seus títulos e cabeçalhos. Ao fazê-lo, o seu site demonstrará a relevância dessas palavras para os motores de busca.

Os motores de busca têm normalmente algumas listas patrocinadas ou destacadas que aparecem no topo dos resultados de pesquisa. No entanto, este espaço publicitário é essencialmente reservado a grandes empresas devido ao seu preço proibitivo. Para a maioria dos sites, não há forma de pagar por resultados de pesquisa mais elevados.

A colocação de (palavras-chave e frases-chave) no seu conteúdo não é a única forma eficaz de otimização para motores de busca. Os links que você troca com outros sites, bem como os links que estão contidos internamente dentro das suas próprias páginas, ajudarão a fazer com que o seu site seja notado e até classificado mais alto. Recolha ligações em atraso, forjando relações com outros webmasters e fazendo acordos de ligações recíprocas.

Quando ouvir falar em ter como alvo clientes, isso significa encontrar potenciais clientes. Não confie nas pessoas que encontram o seu site incidentalmente para lhe trazer tráfego ou lucro. Se os seus visitantes não se enquadrarem no que está a vender, não se sentirão obrigados a comprar o seu produto. Para que os visitantes se interessem pelos seus serviços, precisa de descobrir que palavras-chave é que essas pessoas estão a colocar nos motores de busca.

Independentemente do tipo de negócio, é necessário um website. Isto é especialmente verdade se o seu negócio utiliza vendas pela Internet. A informação aqui fornecida irá ajudá-lo a aumentar o número de visitantes do seu site.

Dicas da Qnax

Hospedagem Compartilhada vs Hospedagem VPS

7 principais diferenças que você deve saber

Comece hoje sua jornada de hospedagem, pois revelamos as principais diferenças entre hospedagem compartilhada e VPS.

Hospedar pode ser um assunto intimidador. Se você não é muito conhecedor de tecnologia, é difícil entender completamente o que é hospedagem, e muito menos saber quais são os diferentes tipos!

É nosso trabalho retificar tudo isso. Na Qnax, já conversamos algumas vezes e conhecemos todos os truques do comércio quando se trata de hospedagem na web.

Além disso, também realizamos nossas próprias pesquisas na vida real para ajudá-lo a escolher o provedor de hospedagem certo para suas necessidades. Mas vamos começar com o básico.

Existem muitos tipos diferentes de hospedagem, mas vamos nos concentrar em dois deles: hospedagem compartilhada e hospedagem de servidor virtual privado (VPS):

Hospedagem Compartilhada vs Hospedagem VPS

Hospedagem compartilhada significa compartilhar um servidor – e seus recursos – com outros sites . Isso é largura de banda, armazenamento … o lote. A hospedagem VPS cria um ambiente virtual que imita um servidor dedicado (onde você obtém um servidor e todos os seus recursos para si mesmo), mas dentro de um ambiente de hospedagem compartilhada.

Outra maneira de entender a diferença é pensar neles como alugar um imóvel:

Com hospedagem compartilhada, você ‘compartilha’ espaço em um servidor com outros sites . É como alugar um quarto em uma casa compartilhada – você tem sua própria área pequena, mas faz parte de um espaço comum maior.

Hospedagem compartilhada é o tipo mais barato que existe. Ele tem seus benefícios, mas, naturalmente, as coisas podem ficar um pouco apertadas às vezes.

A hospedagem VPS é onde você tem mais do que apenas uma fatia de um servidor . Isso pode ser pensado como alugar um apartamento em um bloco de construção – mais quartos, mais espaço, mais flexibilidade e um pouco mais caro. Você tem um nível de controle maior, mas ainda está operando em um servidor compartilhado com outras pessoas.

Geralmente, a hospedagem compartilhada é para sites estáticos – em outras palavras, sites com conteúdo fixo que não muda, independentemente de quem o visita. A hospedagem compartilhada é melhor para sites pessoais básicos, como blogs e para startups . Você não obtém muitos recursos, segurança rígida ou velocidades de carregamento ultra-rápidas, mas, novamente, você realmente não precisa de tudo isso.

A hospedagem VPS é um avanço e é ideal para pequenas empresas, lojas online e sites pessoais maiores . Você verá um aumento nos recursos, segurança e desempenho, tudo isso por um aumento muito razoável no custo.

A hospedagem VPS também é excelente se você deseja expandir seu site. Pense nisso como um investimento – você deseja escolher um plano que corresponda às suas ambições, não apenas um para o aqui e agora.

Neste artigo, abordaremos os principais prós / contras e mostraremos os provedores com melhor classificação para cada tipo de hospedagem. Também falaremos sobre as principais áreas para conhecer, avaliar as principais diferenças e identificar qual o tipo de hospedagem ideal para você: hospedagem compartilhada ou hospedagem VPS.

Dicas da Qnax

Quebra de Crédito? Aprenda como consertá-lo!

Nesta economia, há muitas pessoas que precisam de reparar o seu crédito. Pode precisar de muita ajuda ou apenas um pouco, mas estas dicas vão ajudá-lo de qualquer maneira.

A primeira coisa a fazer é verificar o seu relatório de crédito e obter a sua pontuação de crédito. Existem muitos sites online onde pode fazer isto, e alguns até oferecem relatórios gratuitos aos utilizadores pela primeira vez. Saber exactamente onde está o seu crédito é o primeiro passo lógico e vital para a reparação do seu crédito.

Pergunte aos seus credores se eles estão dispostos a adiar os pagamentos ou a estabelecer um plano de pagamento mensal. Se você sabe o que precisa pagar para evitar juros, poderá economizar muito dinheiro. Saber que contas lhe darão um plano de pagamento ou perdoar penalidades de atraso permite-lhe concentrar-se nas contas que não têm estas opções.

Reúna toda a documentação que tem sobre os itens do seu relatório de crédito. É possível que o seu crédito tenha sido afectado por erros ou fraudes sem o seu conhecimento. Se a sua documentação não corresponder ao que aparece no seu registo de crédito, entre em contacto com as pessoas ou empresas que o denunciaram e explique-lhes a situação.

Deve conhecer sempre os seus direitos quando estiver a lidar com credores e agentes de cobrança. Não pode ir para a cadeia se não pagar uma factura e as agências de cobrança não estão autorizadas a ameaçá-lo sobre as suas facturas por pagar. Deve ver que leis se aplicam na sua área para determinar se uma agência de cobranças está a agir adequadamente. Não se deixe intimidar pelos agentes de cobrança.

Tente manter o saldo do seu cartão de crédito abaixo dos 30 por cento. Manter o seu saldo a esta taxa tornará os seus pagamentos manejáveis. Se ultrapassar os 30 por cento, o seu livro de bolso poderá ser afectado negativamente.

Poderá combinar as suas contas num pagamento mensal consultando uma agência de cobrança de dívidas. Mais frequentemente, os credores trabalharão consigo para produzir resultados satisfatórios. Se tentar evitá-los, não será capaz de conseguir nada. Também pode levar a um aumento da dívida sob a forma de juros e taxas. Entre em contacto com a agência de cobranças e diga-lhes que está a dar o seu melhor. Isto torná-los-á mais aptos a tentar ajudá-lo. Ocasionalmente, poderá conseguir chegar a um acordo para pagar apenas metade do montante original em dívida. Poderá eventualmente chegar a um acordo se tentar trabalhar com os cobradores de dívidas. Evitar as suas dívidas e os seus devedores fará aumentar a sua dívida.

Pode começar a melhorar o seu crédito com estas dicas. Comece a reconstruir o seu crédito com estas dicas.

Dicas da Qnax

Como funciona um Servidor Dedicado?

Uma hospedagem web dedicada é o que acontece quando um fornecedor de serviços de hospedagem aluga um servidor dedicado. O servidor é configurado para satisfazer a sua aplicação, que pode ser um website, Cloud Privado, Base de Dados, streaming, VOIP, jogos, hospedagem web ou alguma outra necessidade de negócio. Mesmo que o provedor de hospedagem alugue o servidor para você, ele é seu para gerenciar.

E não tem que ser apenas um: mais servidores dedicados podem ser agrupados para um desempenho ainda maior, disponibilidade e escalabilidade. Para empresas maiores com cargas de trabalho e aplicativos mais intensos – como AI, jogos, VFX e AdTech – isso pode ser particularmente atraente.

Nós escrevemos em outros posts sobre considerações comerciais relativas a servidores dedicados e servidores gerenciados. Aqui, vamos discutir sobre como funcionam os servidores dedicados.

Primeiro, escolha o hardware :


Uma das grandes vantagens de um servidor dedicado é a personalização, e isso começa no nível do hardware. De que tipo de processador você precisa? Um processador simples com até seis núcleos ou um processador duplo com até vinte e quatro núcleos?

Então você terá que considerar a memória. Se você tiver um único processador você pode obter até 64GB de RAM DDR4. Mas se você tiver um processador duplo, você pode lidar com até 256GB de RAM DDR4.

Para armazenamento local, você pode criar o servidor com unidades SATA, SAS e SSD de vários tamanhos. E, é claro, você pode organizar esses discos em um conjunto RAID.

Finalmente, você pode personalizar ainda mais o seu servidor adicionando armazenamento , balanceamento de carga dedicado ou um firewall.

Em segundo lugar, escolha o software :


A personalização não para com o hardware. Quando você tem um servidor dedicado, você também tem muitas opções para o software instalado. Começando com o sistema operacional, você pode escolher entre diferentes edições do Windows Server, CentOS, Debian e Ubuntu.

Se um servidor virtual (ou server) estiver rodando no servidor dedicado, software de virtualização como Hyper-V, VMware ESXi, ou Xen hypervisor é necessário.

Você também pode querer opções de controle para o seu servidor. Estas incluem o cPanel, WHM, ou Plesk.

Claro, você pode instalar ainda mais software no seu servidor, dependendo da configuração do seu hardware. Software adicional pode incluir software CMS, software de e-mail, software FTP e muito, muito mais.

Terceiro, escolha os seus serviços adicionais :


Como já discutimos, alugar um servidor dedicado significa gerir esse servidor. Tipicamente, o serviço de hospedagem irá fornecer suporte para problemas de hardware, mas é tudo. No entanto, outros serviços podem ser oferecidos a um custo adicional. Exemplos desses serviços incluem migração de servidores, backups em cloud, vários serviços de segurança, proteção DDoS, firewalls e Monitoramento de Resposta Rápida.

A QNAX

Qnax Network atuando em hosting e conectividade há mais de 15 anos

Oferecemos aos nossos clientes serviços de alta qualidade e confiáveis recursos em hosting


Somos uma empresa dinâmica, e nossa equipe de colaboradores é composta por profissionais especializados e constantemente treinados, para oferecer sempre o melhor atendimento e disponibilizar todos os recursos para superar as expectativas de nossos clientes. Nosso diferencial é a parceria e transparência com o cliente.

Servidores avançados para projetos de missão crítica

Incomparáveis, nossos planos oferecem excelente desempenho, mantendo a boa relação custo-benefício.

Processadores Intel Xeon

Utilizamos a mais recente tecnologia de servidores, combinada com os processadores Intel Xeon, líderes do setor, para oferecer aos seus projetos o poder de processamento.

Incluem redundância integrada para manter seus dados seguros e protegidos, para armazenamento disponibilizamos opções de RAID (0, 1, 5, 10, 50) via hardware, com discos SATA, SAS, SSD e M.2 NVME, seus dados são mantidos em segurança e com máxima performance.

Acesse nosso site Oficial : https://qnax.com.br/

Fonte original : https://elcosturas.com.br/como-funciona-um-servidor-dedicado/